Pesquisar

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Comportamentos


Comportamentos Restrição dietética.

Acumular, dissimular, debicar, desfazer e 'deitar fora do prato os alimentos.

Comportamentos compulsivos ou ritualistas tais como cortar a comida em pedaços pequenos ou arrumar os alimentos no prato.

Comportamentos associados à ansiedade ao lidar com certos gêneros alimentares (medir, pesar).

Preocupação com comida, ler receitas, preparar refeições apenas para outros.

Usar roupa larga ou em várias camadas para esconder a perda de peso.

Atividade compulsiva e exercício físico.

Isolamento social, secretismo.

Perfeccionismo e dificuldade de adaptação principalmente as mudanças.

Anoréxicas preferem trocar idéias sobre dietas, laxantes, diuréticos, técnicas de provocar vômitos e como enganar a família os amigos e o médico.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Sobre a Doença


Tudo inícia por restrições dietéticas progressivas 'a alimentos considerados "engordantes", como os carboidratos.

As pacientes são oprimidas por certas inquietações com os seus corpos assim como reclamam que se sentem obesas apesar de muitas vezes se encontrarem até emaciadas. Elas ficam apavoradas com a idéia de ganhar algum peso. O medo de engordar é uma característica central da síndrome anorética.

De forma gradativa as pacientes passam a viver exclusivamente em função da dieta, comida, peso e forma corporal. O curso da doença é caracterizado por uma perda de peso progressiva e continuada. Ocorrem diversos graus de alterações da imagem corporal, o que faz com que a pessoa se sinta gorda apesar de sua magreza evidente. O padrão alimentar torna-se cada vez mais secreto e muitas vezes até bizarro e ritualístico. Há uma ausência completa de inquietação com a condição e as pacientes se recusam a reconhecer o seu estado corporal atual, o que leva ao gradativo isolamento social da paciente.

A Anorexia nervosa é um transtorno que por definição cursa com baixo peso. A paciente com anorexia nervosa pode, no entanto, procurar um profissional em função da perturbação que apresenta na sua imagem corporal já que se considera gorda apesar do seu peso corporal encontrar-se nos limites da normalidade ou até inferior a estes.Mas como geralmente a paciente não se da conta de que está doente, familiares ou amigos que estejam percebendo os sintomas, devem tomar iniciativa.