Pesquisar

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Duração

distorção visualA duração da Anorexia é variável. Alguns pacientes se recuperam completamente após um episódio isolado, outros apresentam um padrão flutuante de ganho de peso seguido de recaída e ainda outros vivenciam um curso crônico e deteriorante ao longo de muitos anos.

A hospitalização pode ser necessária se a doença estiver em estado grave. Sabe-se que dos pacientes com anorexia baixados em hospitais universitários, a mortalidade é em torno de 10%. A morte ocorre, com maior freqüência, por inanição, suicídio ou desequilíbrio eletrolítico.

Há risco de parentes biológicos em primeiro grau de pacientes com o transtorno também desenvolver a doença ou apresentar depressão.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Mãe pesa menos que a filha

mãe  com anorexia  pesa menos que a filha
Rebecca Jones com 26 anos e 1,5 m de altura pesa menos de 32 kg e vive à base de sopa, torradas e bebidas energéticas.

Rebecca tem anorexia e pesa menos do que a filha, Maisy de sete anos de idade e não acha errado isso. Apesar dos alertas médicos, a mãe diz ter “orgulho” disso usando as mesmas roupas da filha diz:

– Usar as mesmas roupas que Maisy me dá orgulho. Eu sei que é errado, mas faz com que eu me sinta bem. Eu não acho que eu sou magra. Sempre me vejo maior.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, os médicos já alertaram Rebecca de que seus hábitos alimentares podem levá-la a morte devido à falta de nutrientes.

Rebecca começou a sofrer do distúrbio depois do divórcio dos pais, aos 11 anos de idade e parou de comer aos 13 anos de idade tendo uma grande perda de peso fazendo a parar de menstruar quando chegou aos 15 anos, ficando muito frágil não conseguindo sair da cama por um período.

Aos 19 anos, quando estava estudando na Universidade de Manchester ela engravidou, devido achar que havia ficado infértil por causa da anorexia o que pode acontecer, só descobriu a gravidez após 26 semanas de gestação.

Os médicos pediram que ela comesse frango como fonte de proteínas durante a gestação e tomasse vitaminas, mas seu sistema digestivo não estava acostumado a comer isso. Como estava acostumada a comer pequenas quantidades ou ainda não comer, no momento que tentava comer devido à gravidez sofria muito enjôo.Ela sobreviveu à gravidez, a menina nasceu sadia, mas pequena. Rebecca não conseguia produzir leite para alimentar a menina.

Exames mostraram que a jovem tem níveis de potássio muito baixo no corpo, podendo causar arritmia cardíaca isto é batimentos cardíacos irregulares e causar sua morte. A ordem dos médicos é que ela ganhe peso rápido.

Ela diz:
– Eu fico com medo de não ver Maisy crescer. Eu amaria sair para comer com a Maisy, mas eu não consigo.

È leitores a vida já é difícil e cheia de indecisões, mas a anorexia pode causar tanta insegurança para uma família que ficamos com medo de não ver o amanhecer do dia seguinte.

domingo, 13 de novembro de 2011

Tentamos

tristeza
È difícil de entender como algumas pessoas têm tantos amigos..., fazem tantas festas e quem passa por um distúrbio alimentar fica tão afastado do mundo, é discriminado, rejeitado e desprezado...

À vontade de conversar de se envolver com as pessoas surge é claro que surge... É tão difícil tomar coragem e se aproximar... E quando conseguimos fazer isso o próximo não entende que queremos apenas uma conversa, talvez um abraço amigo... E nem bola não dá.... Isso vai machucando vai aumentando a ferida que tem lá dentro bem no meio no coração tornando cada vez mais difícil fazer isso novamente.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Formas de Anorexia Infantil

recusa alimentar
A anorexia infantil pode ser de duas formas:

1º) Anorexia que surge, a criança apresenta apavoramentos diante da comida e recusa se alimentar, pode apresentar também insônias, comportamentos bizarros, isolamento.

2º) Anorexia criada, este tipo pode começar nos primeiros meses de vida da criança e permanecer por muito tempo, inclusive anos. Os pais tentam de tudo para fazer a criança comer, mas ele não tem apetite por estar doente, por estar nascendo os dentes e assim o ato de comer torna-se um trauma um momento torturante para a criança e ela acaba se tornando uma criança muito sensível, onde não se sente bem em estar junto com outras pessoas, sente muito medo e precisa estar sempre no colo dos familiares , mas ainda pode ocorrer de ela não querer ser pega no colo por ninguém , ficar uma criança rebelde.

Pode ocorrer de a anorexia infantil transformar-se em obesidade próximo aos sete anos de idade devido o medo da morte por parte dos pais e da criança devido ela se alimentar pouco. Por isso os pais devem deixar as crianças a vontade para comer e se for necessário tirar duvidas busque auxilio médico e psicológico.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

O que sente ?

sofrer
A anorexia pode comprometer a saúde de uma pessoa para o resto de sua vida, isso se a pessoa viver é claro. Isso ocorre devido ainda não haver ainda informações suficientes para a doença, há pessoas que nem sabem oque é , e uma delas pode ser você !

O fator que torna complexa esta doença é que o paciente nega o problema, pois não sente ele, não entende o que sente , não sabe porque sente e não sabe o que está acontecendo com ela.

Veja o vídeo a seguir para saber um pouco mais sobre anorexia. Sobre o que um paciente pode estar sentindo. Entenda não discrimine não ofenda as pessoas, só vai piorar o estado delas ! E lembre-se você não sabe o que elas estão sentindo, a dor pode ser grande , a tristeza infinita:


quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Depoimento da leitora Valentina

Olá gostaria de agradecer pelas palavras fica em destaque o seu depoimento deixado na postagem Sofro de Anorexia :

Olá meninas, meninos, mocinhas, mocinhos, mulheres, homens, senhoras, senhores, ruivas, morenas, loiras, moradores da periferia, condomínio de luxo, magras, magros, gordos...a população de nosso país está contaminada com a influencia da mídia em nossas famílias...as pessoas cobram muito de si e acabam sofrendo pela busca frenética do corpo perfeito. Perfeito??? Muitas vezes oq é perfeito para a mídia e meio social não é ideal para você, aliás, a beleza não vai a mesa ela atrai mas não sustenta relacionamento algum!!! A busca pelo corpo perfeito se tornou modismo...é só observar o crescimento da industria farmaceutica, cosmeticos e ate mesmo cirurgias plásticas. Nossa população está doente e precisa de ajuda!!! Temos q aceitar antes de nos tratar...pois a busca existe e o fim tambem.

Viver ou Sofrer??? vc escolhe!!!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Pedidos de Ajuda

AFAABA Associação dos Familiares e Amigos dos Anoréxicos e Bulímicos (AFAAB) localizada em Portugal, recebe em média um pedido de ajuda por dia por parte de familiares de jovens doentes. Segundo a Associação a anorexia está surgindo cada vez mais cedo e aumentando a ocorrência em crianças entre 7 e 9 anos.

O tratamento recomendado é o acompanhamento psicológico e não se deve esquecer que quem tem distúrbios alimentares não assume a doença, eles buscam a "perfeição" do corpo.

Em Portugal, não existem números concretos da incidência destas doenças, mas há muitas histórias de pessoas que lutam com estes problemas psicológicos.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Fatos

distorção da imagem corporalA Anorexia é o comportamento persistente em que uma pessoa apresenta em manter seu peso corporal abaixo dos níveis esperados para sua estatura, acompanhada de uma percepção distorcida do seu próprio corpo, que leva o paciente a ver-se como “gordo”. Então o funcionamento mental da pessoa não muda somente em relação a propria imagem e o e a obsessão pelo emagrecimento. E embora as pessoas notarem que o paciente está abaixo do peso, o paciente insiste em negar e luta para emagrecer e perder mais peso.

E para atingir este emagrecimento o paciente anoréxico costuma usar meios pouco usuais para emagrecer, pois além de fazer dietas de vários tipos submete-se a exercícios físicos intensos, induz vômito, faz jejum, toma diuréticos e usa laxantes.

Aos olhos de quem não conhece o problema é estranho como alguém “normal” pode considerar-se acima do peso estando muito abaixo,acabam achando que as pessoas estão loucas. NÃO ! ELAS NÃO ESTÃO LOUCAS ESTÃO DOENTES !!

Ainda não há melhores explicações para esta doença, mas segundo clínicos, 10% dos casos exigem internação para tratamento e correm sério risco de morte por inanição, suicídio ou desequilíbrio dos componentes sanguíneos, podem sofrer insuficiencia cardíaca e renal.

Se cuidem !

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Perseguição

acreditarComentando o depoimento deixado em Sofro de Anorexia:

sofro d bulimia nem sei se tambem de anorexia a 6 meses e ja perdi vinnttee kg isso e terrivel me percegue 24 horas e nao vejo saida sou homem e tenho 17 anos sou de santana do ipanema-al

Obrigada por compartilhar seus sentimentos. É assim mesmo quem sofre com disturbio alimentar como a anoerxia e a bulimia.. não consegue estar bem consigo mesmo. É uma perseguiçao infinita que confunde nossos pensamentos. Você já procurou ajuda psicológica ? Ajuda muito, é possivel aliviar os sintomas. Qualquer coisa que quiser desabafar pode comentar aqui no blog . Muitas pessoas conseguiram sair desse pesadelo e você também pode sair !

O mais importante é você acreditar que pode sair dessa !

sábado, 3 de setembro de 2011

As crianças estão diferentes

criança negar comer
Hoje em dia , quando os pais pensam que as crianças estão brincando de boneca ou se divertindo na escola , eles estão enganados as crianças já estão falando de quilos a mais e de seus ídolos na televisão.

Pensando bem as bonecas também não ajudam, pois ao brincar com uma Barbie é inevitável fazer comparações entre os seus corpos e os das bonecas. E as meninas saem sempre a perder.

As conversas na escola por incrível que pareçam já tocam questões como a melhor forma de evitar a comida, de como vomitar depois de serem obrigadas a comer demais, etc. Às vezes os maus exemplos estão dentro da suas próprias casas, onde as mães parecem não se preocupar com nada mais que não a comida e o peso.

As crianças que tem tendência a desenvolver anorexia são as que tem um perfil de demasiada obediência, culto pela sua imagem e pela arrumação dos quartos, as melhores da turma, obcecadas pela ordem e pelo estudo . Estes comportamentos deveriam alertar os pais, mas ao contrário, quem não deseja ter uma filha com este tipo de responsabilidades? Isso é um ponto a ter em conta na hora dos pais se preocuparem com um possível caso de anorexia na família.

O principal problema hoje é que esta enfermidade surge cada vez mais cedo. As consultas comprovam isso, pois além das adolescentes de 15 e 16 anos estão consultando crianças de 9 aos 12. Isso pode estar ocorrido porque a puberdade está começando cada vez mais cedo.

O comportamento atual do mundo da moda também afeta bastante as mentes das crianças. As crianças são bombardeadas com imagens da televisão, revistas, cinema e internet.

Os jovens são extremamente impressionáveis e sensíveis a qualquer comentário que se faça em relação a sua aparência física e da forma como se vem elas mesmas. Basta que alguém lhes diga que estão um pouco gordinhas, para imediatamente se sentirem gordas, entrarem num período de depressão e ficarem mesmo marcadas para toda a vida.

Pais fiquem atentos se suas filhas chegarem em casa , sentarem se a mesa e evitarem comer o máximo, optando apenas pelos legumes, evitando pão, carne e arroz é porque algo está errado.

Uma conversa com ela será o ideal para evitar problemas mais graves no futuro. E acima de tudo, não pense que é algo que apenas acontece aos outros ou com meninas mais velhas. O perigo é bem real.

sábado, 27 de agosto de 2011

Depoimento Courage

courage
Olá Gostaria de agradecer pelo depoimento deixado na postagem : Sofro de anorexia . Achei interessante publicar para que as pessoas vejam a intensidade do mal que fazem em isolar os outros. Entendo muito bem o que você sente. Depoimento :

Olá, Sofro de ANOREXIA NERVOSA, também de TRANSTORNO BIPOLAR e DEPRESSÃO. Tudo começou porque eu sofria muito com Bullying na escola, Me Chamavam de "Monstro" e outros apelidos, Me tiravam dos jogos, ninguém ficava com a "Mostro do colégio" por eu ser muito gordinha. Na hora, eu nem demonstrava que estava triste mais isso doía e doi ainda muito em mim. Decidi que estava na hora de fazer uma DIETA. No começo eu até comia O almoço e jantar, Mais depois o MEU ESTOMÂGO COMEÇOU A NÃO ACEITAR + NADA. Começei a esconder comida e jogar fora,não tomava mais café nem lanche na escola. Tinha dias que eu só comia um pouco do almoço ou só água mesmo. Eu sempre pensava que estava gorda precisava emagrecer de qualquer forma com saúde ou sem saúde só queria ser como minhas amigas. Já tentei forçar o vômito, senti várias vezes vontade de sumir e me matar. Minha mãe muitas vezes me obrigava a comer,Pra mim era um sacríficio, me trancava no quarto e começava a chorar de arrependimento. Eu Perdi 34KG Pesava 98Kg COM 1.78M e cheguei a 64KG.

Chegou um Momento que quando eu fui com a minha mãe pro shopping eu desmaiei, Foi a segunda vez,a primeira foi na escola e meu amigo me ajudou a levantar. Então fui levada pro HOSPITAL E ME DERAM 3 SOROS POIS ESTAVA MUITO DESIDRATADA, e constataram que eu estava Anêmica, Meus Leucócitos estavam baixos (os que defendem o organismo), estava com plaquetas baixas, a minha menstruação não vinha Há 5 meses, e estava com Gastrite devido ao longo tempo sem comer.

SINTO QUE ESTOU NUM MEIO DE UMA GUERRA, É MUITO DIFÍCIL ACHO QUE SÓ ENTENDE QUEM PASSA POR ISSO, ESTOU ME TRATANDO COM PSÍCOLOGO, NUTRICIONISTA E PSIQUIATRA. JÁ AUMENTEI 4kg MAIS PRECISO AUMENTAR MAIS, PEÇO FORÇAS A DEUS PORQUÊ É UMA LUTA MUITO GRANDE ALGUNS DIAS EU CONTINUO A LUTAR PRA ANDAR NA LUZ.

QUEM SOFRE DISSO,GOSTARIA QUE ESCUTASSE ESSA MUSICA: "COURAGE" DA BANDA SUPERCHICK, FALA SOBRE TUDO O QUE NÓS PASSAMOS, É MUITO LINDA :)



segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Anorexia Infantil

criançaUma pesquisa americana demonstrou que 25% das crianças tem um tipo de transtorno alimentar. Se analisarmos a rejeição alimentar este número sobe para 80%. Na maioria dos casos, esta rejeição ocorre quando a mãe na hora das refeições oferece alimentos de baixo valor nutritivo ou compara a criança com outra pessoa. A partir disso a criança pode associar a hora das refeições a um momento desagradável e de aborrecimento, criando traumas com os alimentos.

De acordo com a psicóloga Wanderlea Arruda Mattos, a anorexia infantil não tem as mesmas causas da doença na adolescência. A anorexia infantil existe de duas formas:

1) A criança apresenta nítidos apavoramentos diante da comida, consequentemente recusa o alimento e está associada a insônias severas, comportamentos estranhos e isolamento. Este é mais raro de acontecer.

2) O outro tipo é bastante comum e a vida social da criança é normal. Pode começar nos primeiros meses de vida e alastrar-se por anos. Os pais tentam varias formas de fazer a criança comer, o que muitas vezes faz com que a criança crie traumas e rejeite de uma vez a comida. A coerção física e castigos jamais devem ser usados.

Com crianças pequenas, o essencial é os pais ficarem indiferentes com a alimentação da criança, também não devem se mostrar incomodados com a recusa em comer, nem mesmo falarem mais de comida para a criança, na verdade devem deixar a criança à vontade , pois o apetite da criança pequena é mais sensível. Ela pode momentaneamente perder o apetite por várias razões, por estar doente, gripada, ou pelo crescimento dentário.

Na medida em que cresce, a criança anoréxica tende a desenvolver um traço de personalidade que continua na fase da adolescência, a opinião dada por uma pessoa próxima é sentida como uma ordem e a criança acaba sempre dando uma resposta negativa, é como se toda vez que você chamasse a criança para fazer algo ela colocasse na cabeça de que ninguém manda nela, por isso não vai fazer.

sábado, 20 de agosto de 2011

Dicas

anoresia
Para reduzir os sintomas do quadro em que o paciente se encontra é preciso diminuir a pressão cultural e familiar com relação à valorização de aspectos físicos, forma corporal e beleza .

Procure conhecer os riscos de regimes rigorosos e distúrbios alimentares para que você possa ajudar o paciente.

Sabe-se que 90% dos casos, atinge mulheres na faixa de 12 a 23 anos. É uma doença com riscos clínicos, podendo levar à morte por desnutrição.

Estatísticas comprovam que nos últimos anos, um grande número de pessoas apresentam transtornos no comportamento alimentar. Isto está relacionado à importância que se atribui à imagem corporal nos países desenvolvidos e às mudanças observadas nos padrões alimentares da população em geral.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Respondendo

ajuda
Olá hoje respondendo o depoimento do leitor deixado na postagem Depoimento: sofro de anorexia.Link O comentário:

Oie, nossa eu concordo plenamente contigo...Tenho 14anos e não sei, mas minhas amigas tem falado que tenho anorexia e alguns parentes também; mas não sei se tenho ou se tenho e não quero adimitir. Na verdade nem sei mais se estou gorda ou se estou magra, e como você mesmo já disse nem quero saber. Estou meio confusa e na verdade não sei a anorexia e/ou bulimia existe ou nao em minha vida...Mas na verdade nem sei se quero descobrir...Peso 46kg e nao vejo a hora de chegar nos 40 (pelo menos) mas as pessoas parece que querem impidir a gente disso e quaze me obrigam a comer, eu almoço bem pouco e algumas vezes vomito depois.. É essa a 1° vez que estou adimitindo isso a alguém...Nao sei ao certo oq fazer...

Resposta: O que você deve fazer na minha opinião é procurar ajuda pois todos os sintomas relatados, são deste disturbio alimentar a anorexia. Qualquer coisa que precisar conte com o blog e não deixe a doença avançar e acabar com a sua vida!

Se você tiver mais comentários para ajudar nossa amiga que abriu seu coração , deixe aqui suas palavras !

Para ver mais comentários na postagem relacionada siga o link Depoimento: sofro de anorexia

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Gravidez

gravidez
Para se ter uma criança saudável, a mulher grávida devem ganhar entre 25 e 35 kg. Mas não tem como dizer isso a uma pessoa com anorexia. Infelizmente se você é anoréxica ou foi , você pode ter problemas para conceber um bebê isso devido a ciclos menstruais irregulares e ossos fracos.

Mulheres com transtornos alimentares têm maiores taxas de abortos e ainda o bebê pode nascer prematuro o que o coloca em risco. Todas as mulheres grávidas devem receber cuidados pré-natal adequado, recuperando-se de anorexia ou bulimia necessitam de cuidados especiais extra, provavelmente se deverá tomar vitaminas pré-natal e realizar exames regulares com mais frequência que uma gravidez normal. Pode se fazer ginásticas com acompanhamento médico para garantir resistência nos ossos.

E muito cuidado !

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Mídia e Publicidade

Olá leitores temos um vídeo nesta postagem feito pela Maini que nos enviou via e-mail.

O vídeo foi feito para a universidade onde ela estuda e trata da influencia das mídias e publicidade falsas para distúrbios como a anorexia.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Tendência

Você sabe quando uma jovem tem tendência à anorexia?

Então observe os seguintes sintomas.

- Interrupção do ciclo menstrual
- Tendência ao isolamento
- Fraqueza muscular e cansaço
- Exercitar-se em excesso principalmente após as refeições
- Obsessão por contar número de calorias e observar embalagens dos produtos consumidos
- Obsessão por pesar-se.
- Não querer fazer as refeições com os pais e amigos
- Começa a cortar a comida em pedacinhos, afastando porções para a bordado prato
- Vive se queixando de que está muito gorda.
- Desculpas para não comer

sábado, 9 de julho de 2011

Um pouco mais

Anorexia não pode ser curada de uma só vez ela precisa de acompanhamentos médicos e medicamentos .

A perda de peso na anorexia é constante , geralmente fica 15% abaixo do peso normal. Anoréxicas têm um medo intenso de ganhar peso, por isso desenvolvem hábitos alimentares estranhos como por exemplo recusam-se a comer na frente das pessoas, cortam os alimentos de forma diferente, separam os alimentos no prato, preparam refeições para outras pessoas e se recusam a comer ou som experimentam e ainda escondidas e depois sentem-se culpadas e fazem de tudo para tirar esse alimento de dentro de si o que as faz muitas vezes se sentir sujas e pesadas por dentro e sempre se enxergam a cima do peso. Sabemos que quando elas estão extremamente finas são internadas em estado grave e algumas perdem a vida.

Se você tem um amigo ou alguém na sua família com este distúrbio saiba que precisa dar muito apoio a esta pessoa. Tente leva-lo a um especialista em transtornos alimentares. E fique preparado para a resistência e negação e até mesmo a raiva e irritabilidade do paciente.

Há muitos riscos médicos associados a anorexia, como: ossos encolhidos, a perda mineral, baixa temperatura corporal, batimentos cardíacos irregulares, falha permanente de crescimento normal, desenvolvimento de osteoporose e ainda pode causar Bulimia nervosa. O uso contínuo de laxantes é prejudicial ao organismo, pode provocar uma disfunção no intestino.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Complicações Médicas

A seguir são citadas as possiveis complicações médicas em um paciente com anorexia.

. Desnutrição e desidratação
. Hipotensão - Diminuição da pressão arterial
. Anemia e fraqueza
. Redução da massa muscular
. Intolerância ao frio
. Motilidade gástrica diminuída
. Amenorréia - Parada do ciclo menstrual
. Osteoporose - fraqueza óssea
. Infertilidade em casos crônicos

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Acompanhando

Junto com anorexia outros transtornos podem acompanhar a doença. Um deles é conhecido como Transtorno Depressivo Maior, onde os sintomas são humor deprimido, retraimento social, irritabilidade, insônia e interesse diminuído por sexo. Todos estes sintomas podem ser causados pela desnutrição.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Um Mal

- Modelos e Ex-modelos morrem de anorexia;

- Ao olhar jornais e revistas de moda há modelos com corpos 'acabados', que parecem cabides exibindo lindas roupas;

- Em alguns países como o Brasil são publicadas reportagens do aumento de pacientes com este distúrbio alimentar;

- Nos estados Unidos cresce o número de crianças e adolescentes internadas com anorexia;

- Os pacientes passam por muitas exigências profissionais e que eles mesmos criam;

- Adolescentes principalmente mulheres se preocupam com a ingestão de calorias;

- A rotina corrida não permite uma refeição em paz;

- Há várias meninas e meninos morrendo por aí... Sejam eles modelos ou não.

Lembre a 'beleza' de um anoréxico não dura para sempre , pois sua vida pode acabar !

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Princesa Victoria

Anorexia não tem classe social....Princesa Victoria da Suécia

Na foto ao lado a princesa Victória da Suécia, nascida em 14/07/1977, que assumiu publicamente que sofria de anorexia nervosa e que estava fazendo tratamento médico para o problema.

Em uma entrevista com a princesa em 1999 ela disse:
-“Foram tempos difíceis. Este tipo de doença é violenta, não apenas para a pessoa mas também para quem a rodeia. Actualmente estou bem”

No ano de 2002 “Victoria, Victoria!” onde é analisado o transtorno alimentar que estava sofrendo:
Livro Victoria Victoria
- Victoria: “ Sentia-me como um comboio em velocidade e desgovernado,…a descer, sempre a descer. Eu sabia que tinha anorexia e a minha angústia era enorme. Detestava a minha aparência, detestava como era…eu, Victoria, não existia. Era como se tudo na minha vida e em redor dela fosse controlado pelos outros. E uma coisa que eu podia controlar era aquilo que comia”. “O que aconteceu teve custos e fui eu que tive que pagar. Agora sinto-me bem e com a experiência por que passei posso possivelmente ajudar alguem.

É muito bom ver e sentir que alguem se salva deste tipo de doença. Forças pessoal !!!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Depoimento Valentina

Olá Valentina seu depoimento é muito importante para mim e para os leitores do blog. Por isso vou destaca-lo aqui pois acho fundamental para nos dar força.

Infelismente a nossa cultura "educação", muitas vezes não permite o entendimento sobre esse transtorno alimentar pouco divulgado.

Muitos julgam as anorexicas como meninas, garotas, mulheres "adultas" ou ate mesmo idosas ... frescas...falam q é frescura, burrice...

Sou educadora física, pos graduada e profissionalmente realizada...passo por um conflito diário por ser personal trainer e as pessoas chegarem a mim e dizer q gostariam d ter o meu corpo. Na realidade não sabem oq passo a cada refeição. Não sabem oq é não ter prazer em comer e sim comer para sobreviver...oque é pensar em um bolo de chocolate recheado e nada sentir, oq é bber líquido e ter medo de dilatar o estomago, oq é olhar para o espelho e sentir-se GORDA, rosto redondo, braço grosso,gordura no abdome...comer e sentir cheia e arrependida, pensar q tudo q como vai me engordar e o pior, conviver 24hrs com enjoo...angustias pelo medo de engordar mais!!! Sou uma pessoa q trabalha com saúde,academia, piscina convivo com isso e me cobro muitooo...tenho 1.65 e atualmente peso 49 mas ja cheguei a pesar 42 me sentindo GORDA!!! Por ser educ. Física tenho todo conhecimento fisiológico, bioquimico, ou seja teórico, mas a doença domina os pensamentos...ai acabo ficando arrasada!!!

Gostaria de poder contar toda minha historia dessa luta pelo tratamento do Transtorno Alimentar que possuo "anorexia", mas deixarei para próxima...

Espero surja o interesse pelo tema...pois nossas meninas precisam de ajuda pq a anorexia não tem cura e sim TRATAMENTO.

O depoimento se encontra no seguinte link sofro de anorexia .

Obrigada mesmo e se quiser contribuir com mais experiencias da sua vida pode falar comigo ou enviar e-mail para disturbioanorexia@hotmail.com que também é msn.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Depoimento

Olá

Gostaria de agradecer pelo depoimento deixado na postagem :

Depoimento: depressão pós parto

Espero que fique tudo bem com você.

Esses depoimentos nos dão força para querer viver !

Obrigada

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Como é o paciente ?

Um paciente com anorexia se destaca pelo baixo peso, por isso em seu próprio ambiente as pessoas não notam que um individuo está doente por meio do seu comportamento. Mas se forem juntos ao restaurante ficará evidente que algo está errado. Podem desenvolver um paladar estranho ou ter rituais para a alimentação. Algumas vezes podem ser flagrados comendo escondidos.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Respondendo Dhenny

Oi Dhenny
Eu acho que vc deve tomar cuidado pois se você está com seu peso normal e quando olha no espelho se ve gorda pode ser que seja o início deste diturbio alimentar, pois o que acontece no cérebro é a distorção da imagem corporal. Como também pode ser apenas uma ilusão.. Mas peço que você se cuide e sempre pessa ajuda a sua família qualquer coisa se quiser conversar sobre a doença manda e-mail ou adiciona no msn é este mesmo endereço de e-mail: disturbioanorexia@hotmail.com

Tudo de bom ... e obrigada pelo comentário

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Ginástica

Christy HenrichDesde o fim da segunda guerra mundial os campeonatos olímpicos se destacam na sociedade. Em 1976 as vitórias foram do cubano Alberto Juantorena nos 400 e 800 metros rasos do soviético Viktor Saneyev no salto triplo e da alemã-oriental Kornelia Ender na natação. Anos depois as nadadoras da Alemanhã admitiram o uso de anabolizantes para melhorar o desempenho.

Em algumas categorias foi observado que o melhor desempenho era de quem tinha menos peso. Foi o caso da ginasta romena Nadia Comaneci que foi a primeira a conseguir uma nota 10 perfeita, nos Jogos de Montreal, ela tinha 14 anos e 40 quilos. Seus movimentos nas barras assimétricas inspiraram milhares de meninas no mundo inteiro. Mais tarde, ela tornou pública sua luta contra os distúrbios alimentares.

Outro caso foi de Cathy Rigby da equipe americana nas Olimpíadas da Cidade do México, em 1968.Foi medalha de ouro no Mundial de Ginástica, em 1970. Depois dos Jogos de 1972, em Munique ela aposentou-se. Com o passar do tempo ela admitiu ter passado 12 anos lutando contra a anorexia e a bulimia. Estes distúrbios alimentares foram responsáveis pelos dois ataques cardíacos que ela sofreu.

Um estudo do American College of Sports Medicine, realizado em 1992, revelou que 62% dos atletas olímpicos sofriam de distúrbios alimentares na época. Desse total, 18% corriam o risco de sofrer de anorexia. O caso mais assustador foi o da ginasta americana Christy Henrich, ela morreu em 1994, aos 22 anos, de anorexia. Em seu melhor momento, pesava 44 quilos e quando veio a falecer estava com menos de 27. Ela desenvolveu a doença quando foi alertada por um árbitro que deveria perder peso se quisesse fazer parte da equipe olímpica americana.

Por todos estes exemplos percebemos que a anorexia e os distúrbios alimentares não estão somente no mundo da moda, por isso a vigilância sobre o comportamento alimentar das ginastas deve ser severa.

Você sabe de algum caso aqui no Brasil ?

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Balanço

Um balanço da anorexia feito por Polly uma anoréxica americana:

O que Anorexia me deu:
- poder
- conforto
- controle
- senso de sucesso
- orgulho
- um sentido para minha vida
- foco
- distração
- uma desculpa

O que Anorexia me tirou:
- relacionamentos
- carreira
- estudo
- saúde
- sono
- liberdade
- amigos
- família
- concentração
- dinheiro
- força
- integridade
- a vida

Vendo esta comparação percebemos que a anorexia acaba nos destruindo totalmente e geralmente o que ela te der ela vai te tirar !

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Anorexia Infantil

Para você leitor que pediu sobre anorexia infantil aqui está um vídeo de uma família que superou este problema assista :

Vídeo Anorexia Infantil


E ai qual sua opinião ?

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Respondendo

Olá leitores e seguidores respondendo o comentário desta postagem

http://disturbioanorexia.blogspot.com/2011/03/alarmante.html

Provavelmente a anorexia infantil não tem as mesmas causas da anorexia que ocorre em adolescentes e adultos, como por exemplo, querer ser magra e acabar ficando doente ou uma depressão talvez. Mas está indicando que algo está errado com as crianças em relação aos seus sentimentos, sua família ou sua relação com as pessoas com outras crianças, pode ser que a criança esteja se sentindo isolada e a única forma que ela encontrou de chamar atenção é através de seu corpo, da sua saúde. Estou em busca de materiais , livros, artigos, reportagens que falem de anorexia infantil, pois também não tenho muito conhecimento neste assunto. Se alguém tiver ajude-nos a nos informar, poste aqui seu comentário.

sábado, 16 de abril de 2011

Resumo

A Anorexia avança o corpo desmorona....

O PERFIL:

• A doença é mais comum em meninas de 13 a 20 anos
• Em geral, são bonitas, perfeccionistas e inflexíveis
• Fazem exercícios exageradamente
• Abusam de laxantes e chás para emagrecimento
• Não gostam de comer em público
• Cortam os alimentos em pedaços muito pequenos e separam alimentos no prato

OS SINAIS:

• Acham que a perda de peso é sinal de disciplina e vitória
• A pele resseca
• Os cabelos caem, os olhos ficam fundos
• Parecem envelhecer precocemente
• Choram, irritam-se facilmente
• Acham que não precisam de tratamento e não sabem que estão doentes

O PROCESSO:

• Perdem gordura e massa muscular até ficar só com pele e osso
• Os ossos ficam fracos
• O estômago dói
• O intestino não funciona direito
• A menstruação desaparece ou fica irregular

O FINAL:

• A temperatura corporal e a pressão arterial caem
• Sentem fadiga. Podem sofrer convulsões
• As defesas do organismo diminuem. Surgem infecções
• O coração bate cada vez mais devagar. A maioria das moças morre de parada cardíaca.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Sinais e Ação

AnorexiaPacientes anoréxicos possuem comportamentos estranhos desde o início, observe alguns dos primeiros sinais que podem ocorrer.

1º Sinal) Não gostam de comer com a família.
Ação : Não deixe a pessoa sair da mesa. Encontre uma forma de tornar a refeição mais agradável.

2º Sinal) Falam em peso e dietas o tempo todo. Costumam usar roupas largas.
Ação: Tente elevar a auto estima da pessoa. Valorize-a e diga lhe o quanto é bonita e importante. Se isso não der resultados procure ajuda de um psicólogo.

3º Sinal) Na internet só procuram sites pró anorexia.
Ação: é um sinal claro de que a pessoa se identifica como uma anoréxica. Neste momento a ação a ser tomada é a busca pela ajuda de um psiquiatra.

quinta-feira, 31 de março de 2011

Diminuindo Casos

Através de pesquisas americanas, foi realizada uma comparação onde em 1965 as modelos pesavam 8% a menos que a média das mulheres, mas hoje elas pesam 23% a menos que a maioria das mulheres em geral. Com isso parece que a indústria da moda está acordando para o problema da anorexia, em Madri por exemplo o governo proibiu de desfilar as modelos com IMC menor que 18. Já no Brasil a discussão só surgiu com a morte da modelo Ana Carolina, algumas agencias definiram que as modelos só poderão desfilar se passarem por aprovações médicas e ainda que as mesmas entreguem um atestado médico comprovando a saúde .

O stress desta profissão bem como os casos de anorexia diminuiriam se as agencias e eventos fizessem como em Madri definindo um padrão de peso mínimo para as modelos de acordo com a Organização Mundial da Saúde .

terça-feira, 8 de março de 2011

Casos e casos

luisel ramosAlguns pesquisadores da Universidade Americana de Virginia acompanharam 2.163 gêmeas e descobriram que 77 delas sofriam de anorexia, percebendo que a doença é muito mais comum entre gêmeas idênticas, portanto mais de 50% do risco de desenvolver o distúrbio pode ser atribuído aos genes. Também outros trabalhos realizados em uma área específica do genoma humano em que ocorrem mutações indicam que podem influenciar sim no surgimento da doença.

Algumas modelos mal iniciam a carreira e começam a engordar, por pura ansiedade. Modelos fazem dieta, exercícios, mas isso não quer dizer que elas tenham anorexia, pois isso só é concluído com a ocorrência do distúrbio visual, que é o principal sintoma da doença. Mas Afinal, o padrão de beleza das passarelas é o responsável pelo avanço da anorexia entre mulheres que teoricamente não teriam nenhuma obrigação de ter um corpo perfeito?

A indústria da moda contribui sim para o surgimento da doença, mas não é a causa. Para amenizar isso hoje as agencias de modelos não selecionam mais pelo peso das meninas, mas sim pela fita métrica. (mas será que ameniza. eu acho que não)... Bom... No caso da s modelos da Ford, semanalmente elas recebem a visita de uma nutricionista, que inspeciona as geladeiras e as despensas e faz uma entrevista minuciosa com cada uma sobre o cardápio das refeições. A Ford tem convênio com restaurantes onde as garotas almoçam e jantam. (Isso sim talvez ajude). Podemos concluir que a anorexia não é problema de modelos e sim de adolescentes que querem se tornar modelos. Durante a seleção da Ford se uma das meninas está magra demais, a mãe é alertada sobre distúrbios alimentares.

Algumas celebridades ditam seu padrão de beleza e sofrem com ele são exemplos:

-A uruguaia Luisel Ramos de 22 anos passou mal em um desfile de Moda em Montevidéu, ao entrar no camarim, teve uma parada cardíaca e morreu. No depoimento à polícia, seu pai disse que ela não se alimentava havia vários dias.

-Nicole Richie, filha adotiva do cantor Lionel Richie e companheira de Paris Hilton no reality show The Simple Life, chegou a pesar 42 quilos, segundo a revista Star.

-A atriz Lindsay Lohan foi alvo de especulações pela forma esquelética. Camisetas com a frase "Feed Lindsay" (Alimente Lindsay) foram colocadas à venda na internet.

-Victoria Beckham confessou na autobiografia Learning to Fly (Aprendendo a Voar) ter passado por períodos de bulimia e anorexia. Ela diz ter sido induzida a fazer regimes severos por Geri Halliwell, sua ex-colega na banda Spice Girls.

-A anorexia também é conhecida como "mal de princesas". Não faltam casos: a princesa Diana, a princesa Caroline de Mônaco e a princesa Vitória, da Suécia, foram diagnosticadas em diferentes momentos como anoréxicas.

- Recentemente, os boatos apontaram para a princesa Letizia, da Espanha.

È pessoal são casos e mais casos de anorexia ..... Muito cuidado para não ser a próxima !

terça-feira, 1 de março de 2011

Alarmante

Cada vez mais estão sendo verificados casos de anorexia em crianças de 6, 7 e 8 anos de idade. Segundo a historiadora Joan Jacobs Brumberg, da Universidade Cornell, autora do livro A Historia da Anorexia Nervosa, esse problema já atingiu a geração que hoje tem 40 a 50 anos e o pior é que muitas mães estão passando esta insegurança para as filhas.

A cada nova geração esta situação se torna mais presente, estamos caindo em uma armadilha terrivel: a idéia de que a boa aparência e a magreza são as únicas fontes de poder de uma mulher. Inclusive o livro Thin (magra, em inglês), da jornalista inglesa Lauren Greenfield aborda as reflexões de anoréxicas e traz um caso que demonstra a influência geracional. A americana Polly, que trabalha num estúdio fotográfico no Tennessee, tinha apenas 10 anos de idade quando sua mãe lhe pagava US$ 100 a cada 5 quilos que ela perdesse. Polly se tornou anoréxica. Internada numa clínica na Flórida, ela fez um balanço de como a doença afetou sua vida.

A anorexia infantil foi tema de conferências recentes realizadas pelo Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos. "Não sabemos qual é a explicação para o declínio da idade dos pacientes". Os casos de anorexia infantil estimularam as pesquisas sobre o assunto nos últimos anos. A conclusão a que os cientistas têm chegado é que a cultura da magreza pode ter influência na disseminação da doença. Cada vez mais se acredita, que existem outros fatores que criam predisposição à anorexia. Os médicos vêem semelhanças entre a anorexia, o alcoolismo e a depressão. Os três distúrbios podem ser disparados por fatores ambientais como estresse, emoção ou traumas. Mas as raízes podem ser uma complexa combinação de genes e química cerebral.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Quilos a menos por um ponto a mais

 Ana Carolina RestonLembramos de Ana Carolina Reston a modelo que morreu aos 21 anos de idade com infecção generalizada vítima do distúrbio psiquiátrico que mais mata no mundo. Com uma taxa de mortalidade que já está maior que a depressão e o alcoolismo. A modelo tinha 1,72 metro de altura e pesava 40 quilos na ocasião. Estava aproximadamente 20 quilos abaixo do peso normal. Seu índice de massa corporal (IMC) era de 13,5, muito abaixo do mínimo recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 18,5. Vendo isso pensamos:

O que leva uma moça aparentemente bem-sucedida a parar de comer, desenvolvendo o distúrbio psiquiátrico que acaba por provocar a morte por inanição?

Até que ponto uma cultura que valoriza a magreza feminina pode estar criando uma geração de mulheres potencialmente anoréxicas?

E em que medida a profissão de modelo constitui um grupo de risco para a doença?

Para responder às três perguntas, é necessário entender a mente de uma anoréxica. Carolina, em sua tragédia, é um bom exemplo. Num chat certa vez ela comentou uma viagem de trabalho em visita à baía de uma cidade chinesa, que observou como barcos pesqueiros pequenos disputavam os peixes com embarcações maiores e mais bem equipadas. "Os pequeninos estavam sempre lá. Gostei da persistência", escreveu. Consciente de que nunca seria um "barco equipado" como Gisele Bündchen, Carolina era persistente e disciplinada, e trabalhava duro para conseguir seus "peixes". Para ela, ser persistente e disciplinada significava perder peso. Aos 21 anos, estava iniciando sua carreira e em 2004, foi estrela de um catálogo da grife francesa Dior - chegou a morar de favor no México no ano passado, por não encontrar trabalho.

No final de 2005 a agência de modelos L’Equipe conseguiu trabalho para ela no Japão. Foi nesta época que os sintomas da doença começaram a se manifestar. Ela estava com 46 kg e tomava remédios para emagrecer. Quando chegou aos 42kg desmaiou em uma sessão de fotos e foi para o hospital. No Brasil, ela foi encaminhada ao psicólogo Marco Antonio De Tommaso, mas não compareceu a nenhuma sessão do tratamento.

Carolina por ser de uma família de classe média estava desiludida com a profissão, ela disse em um chat: "Achei que fosse o meio mais fácil de ganhar dinheiro, mas é bem difícil chegar a algum lugar",

Em geral, as anoréxicas são, como Carolina, rígidas, meticulosas e perfeccionistas. Traçam metas muito elevadas de realização e êxito. Por isso, são ótimas profissionais. E têm como princípio não perder o controle das situações. Assim como Carolina, não acham que estão doentes. Pensam que o mundo deve aceitar o corpo que elas têm e que elas julgam perfeito. É difícil motivar um anoréxico a aderir aos cuidados médicos. O tratamento costuma ser feito com psicoterapia e reeducação alimentar. Antidepressivos também são utilizados. Nos casos mais graves, a internação em um hospital psiquiátrico é a única saída.

A recusa em aceitar o tratamento, segundo a ciência, pode ter também razões químicas. Sentir fome deixa qualquer um nervoso, mas sentir muita fome pode ter o efeito oposto. A fraqueza por falta de alimentos impede que chegue ao cérebro uma substância conhecida como triptofano que é essencial para a produção de uma molécula estimulante chamada serotonina. "Ao comer menos, as anoréxicas reduzem a atividade da serotonina no cérebro". Isso cria uma sensação de calma, ao mesmo tempo que elas estão morrendo de desnutrição." Uma frase escrita por uma anoréxica brasileira na internet ilustra isto: "Minha rotina diária inclui a contagem de calorias. Elas ocupam boa parte de meu tempo e de minha vida, cada dia é uma pequena vitória. Uma maçã em vez de duas, meia barra de cereal, e assim vão passando os dias. Quando você menos esperar, a comida não vai mais fazer falta".

Existem blogs na rede e comunidades no Orkut que são feitos por anoréxicas que tentam disseminar a idéia de que a anorexia não é uma doença mas um estilo de vida. São muito utilizadas as gírias "ana", que significa anorexia, e "mia", que se refere a bulimia - distúrbio que leva a garota a comer compulsivamente e depois vomitar. Eis algumas frases de anoréxicas que ajudam a entender como funciona a mente das que são afetadas pela doença:

- Acordo e mal faço o básico. Aproveito que ainda é cedo e subo na balança. Não acredito! Desço e pego a fita métrica. Como é possível??? Após um dia inteiro de no food, só ter emagrecido meio quilo???

- A diferença de nós (anas) para os outros é que fazemos por merecer (a magreza), pois um dia (em breve) magras e felizes seremos. Só depende de nós.

- O que fazer com todas aquelas calorias dentro de mim me engordando ainda mais? Acertou quem disse: enfiar o dedo na garganta e uma noite interminável por causa de laxante.

- Estou me cuidando!!! Eu preciso é ser magra. Preciso ver meus ossos. Quando me olhar no espelho, quero admirar o que eu vejo, e não sentir nojo e uma infinita tristeza. Quero me ver magra, e não essa imagem desfigurada de uma menina cada dia mais infeliz com o próprio corpo.

- Não coma mais de 200 calorias por dia. Dá um enorme sentimento de culpa.

- Ninguém entende que a anorexia é uma escolha, uma dieta, um estilo de vida que não tem nada a ver com instabilidade emocional.

Os sites também ensinam a esconder a "ana" e a "mia" dos pais, dando conselhos nesse sentido. Um exemplo: "Acorde de madrugada para fazer exercícios enquanto seus pais estão dormindo".

Como reconhecer que uma garota está ficando anoréxica?

Os especialistas dizem que os pais devem realmente se preocupar quando os filhos:

• Evitam fazer refeições com a família;

• Ao comer em público, escondem parte da comida em guardanapos como se comer fosse feio;

• Usam roupas largas;

• Vasculham sites sobre anorexia.

Mas eu sei e vocês devem saber e divulgar que a anorexia é um distúrbio da mente a distorção da própria imagem com reflexos devastadores sobre o corpo e que 95% dos casos ocorre em mulheres.

Ajude anoréxicos enquanto você tiver tempo

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

PROATA

Programa de Orientação e Assistência a Pacientes com Transtornos Alimentares. È um Programa do Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo desde 1994, iniciou por meio da reunião de profissionais pesquisando e assistindo pacientes com transtornos alimentares. Composto por uma equipe de profissionais e estagiários de psicologia e nutrição.

Objetivos:

*Oferecer aperfeiçoamento em transtornos alimentares para os profissionais de nível superior da área da saúde;

*Prestar assistência especializada no campo de transtornos alimentares;

* Propiciar um espaço de ensino teórico e prático;

*Desenvolver pesquisas na área.

Mais informações em :

http://www.unifesp.br/dpsiq/site_proata/quemsomos.html

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Autoconfiança

Um viajante caminhava pelas margens de um grande lago de águas cristalinas e imaginava uma forma de chegar até o outro lado, onde era o seu destino.
Suspirou profundamente enquanto tentava fixar o olhar no horizonte. A voz de um homem quebrou o silêncio momentâneo, oferecendo-se para transportá-lo. Era um barqueiro.
O pequeno barco envelhecido, no qual a travessia seria realizada, era provido de dois remos de madeira de carvalho.
O viajante olhou detidamente e percebeu o que pareciam ser letras em cada remo.
Ao colocar os pés empoeirados dentro do barco, observou que eram mesmo duas palavras.
Num dos remos estava entalhada a palavra “acreditar” e no outro, “agir”.
Não podendo conter a curiosidade, perguntou a razão daqueles nomes originais dados aos remos.
O barqueiro pegou o remo, no qual estava escrito acreditar, e remou com toda força.
O barco, então, começou a dar voltas, sem sair do lugar em que estava.
Em seguida, pegou o remo em que estava escrito agir e remou com todo vigor.
Novamente o barco girou em sentido oposto, sem ir adiante.
Finalmente, o velho barqueiro segurando os dois remos, movimentou-os ao mesmo tempo e o barco impulsionado por ambos os lados, navegou através das águas do lago, chegando calmamente à outra margem.
Então, o barqueiro disse ao viajante:
_ este barco pode ser chamado de autoconfiança, e a margem é a meta que desejamos atingir.
Para que o barco da autoconfiança navegue seguro e alcance a meta pretendida, é preciso que utilizemos os dois remos ao mesmo tempo, e com a mesma intensidade: agir e acreditar.
Não basta apenas acreditar, senão o barco ficará rodando em círculos. É preciso também agir, para movimentá-lo na direção que nos levará a alcançar a nossa meta.

CONCLUSÃO
Agir e acreditar. Impulsionar a nossa vida com força e com vontade, superando as ondas e os vendavais e não esquecer que, por vezes, será preciso remar até contra a maré dos pessimistas e invejosos.

Fonte:Prof. Osmar Coutinho

Podemos afirmar que se quisermos melhorar nossa vida ... e nos livrar deste mal que é a anorexia , além do tratamento médico e psicológico que jamais devemos abandonar, temos principalmente que querer , acreditar e confiar que vamos mudar... e assim teremos uma vida normal...

Nestas três últimas semanas da minha vida aprendi que posso ser feliz , que posso ter sonhos , que posso confiar em mim, que sou diferente porque todos são diferentes... que posso ter amigos e o melhor de tudo que posso falar com eles...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Luta contra Anorexia

Fernanda do Valle , no seu livro Eu, ele e a enfermeira... na luta contra a anorexia, lançado pela Clio Editora , relata traumas e vitórias contra anorexia nervosa . Superar esta doença que silenciosamente afeta milhares de pessoas. O depoimento traz a proposta de conscientização e alerta às pessoas buscam um padrão de beleza imposto pela sociedade submetendo-se aos mais variados tipos de dietas e acabam tendo este tipo de doença.

O livro expõe também as dificuldades de aceitação, as fases da doença, a necessidade do apoio familiar e a recuperação de Fernanda que aos 30 anos, aceitou se cuidar e tratar desse distúrbio alimentar que a acompanhava desde os 12.

Durante sua internação para tratamento da doença, a autora relata em trechos do livro sua preocupação exagerada com o peso, a distorção da imagem corporal, sua dificuldade em aceitar o tratamento e a luta intensa contra os pensamentos obsessivos pela magreza.

Ela não desistiu da vida !!

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Você

Porque as pessoas que tiveram anorexia ou que tem anorexia tem tanto medo de ser elas mesmas ? Eu tenho muito medo de ser eu mesma .. Tenho medo de ainda ser considerada diferente e de as pessoas não quererem ficar perto de mim ou que vão rir de mim...

Porque será que é tão dificil falar com outra pessoa mesmo que ela seja conhecida ... Porque é tão dificil olhar nos olhos das pessoas ? Porque não conseguimos nos sentir a vontade ? Algumas pessoas até sentem calor... frio outras suam... é tão complexo...assim ? As vezes queremos conversar... nos aproximar.. mas os sentimentos... as sensações fisicas não deixam... Não conseguiremos mais ser normais ?

Eu procuro uma resposta para essa situação. Se você tiver uma solução poste por favor ! Deixe seu comentário... Tenho certeza que ajudará muitas pessoas.

domingo, 16 de janeiro de 2011

Momento

Ainda quando nos sentimos ignorados pelas pessoas , procuramos tentar imaginar que é algo da nossa cabeça mesmo.....

Mas quando um fato é comprovado....torna-se mais dificil ainda..... então eu fico me perguntando oque fiz de errado no mundo para as pessoas me ignorar ou sempre me ver como se o que estou fazendo está errado ? Chegar ao ponto de negar um abraço ... da vontade de por um ponto final.... na amizade mas meu coração não é tão duro assim.... por isso aguento a dor...

Um dia este tipo de pessoa à de perceber e refletir o que faz.... e ainda vai precisar de mim :(

Um dia vc pode perceber que perdeu muitos diamantes enquanto colecionava pedras.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Morte de Isabelle Caro (1982-2010)

Isabelle CaroTriste notícia pessoal... realmente ainda não sabia...
A modelo Francesa Isabelle Caro faleceu de anorexia no dia 17 de novembro de 2010 aos 28 anos de idade, após ter ficado internada por duas semanas. A família so divulgou sobre sua morte no dia 29 de dezembrode 2010.

Ela tinha anorexia nervosa desde os 13 anos de idade pelo fato de ter tido uma infância conturbada. Com 1,65 metros de altura chegou a pesar 25 kgs e o seu mais recente peso foi de 33kg. Foi internada pela primeira vez aos 20 anos estando em coma.

Adeus Isabelle Caro ! Você lutou bastante !