Pesquisar

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Duração

distorção visualA duração da Anorexia é variável. Alguns pacientes se recuperam completamente após um episódio isolado, outros apresentam um padrão flutuante de ganho de peso seguido de recaída e ainda outros vivenciam um curso crônico e deteriorante ao longo de muitos anos.

A hospitalização pode ser necessária se a doença estiver em estado grave. Sabe-se que dos pacientes com anorexia baixados em hospitais universitários, a mortalidade é em torno de 10%. A morte ocorre, com maior freqüência, por inanição, suicídio ou desequilíbrio eletrolítico.

Há risco de parentes biológicos em primeiro grau de pacientes com o transtorno também desenvolver a doença ou apresentar depressão.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Mãe pesa menos que a filha

mãe  com anorexia  pesa menos que a filha
Rebecca Jones com 26 anos e 1,5 m de altura pesa menos de 32 kg e vive à base de sopa, torradas e bebidas energéticas.

Rebecca tem anorexia e pesa menos do que a filha, Maisy de sete anos de idade e não acha errado isso. Apesar dos alertas médicos, a mãe diz ter “orgulho” disso usando as mesmas roupas da filha diz:

– Usar as mesmas roupas que Maisy me dá orgulho. Eu sei que é errado, mas faz com que eu me sinta bem. Eu não acho que eu sou magra. Sempre me vejo maior.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, os médicos já alertaram Rebecca de que seus hábitos alimentares podem levá-la a morte devido à falta de nutrientes.

Rebecca começou a sofrer do distúrbio depois do divórcio dos pais, aos 11 anos de idade e parou de comer aos 13 anos de idade tendo uma grande perda de peso fazendo a parar de menstruar quando chegou aos 15 anos, ficando muito frágil não conseguindo sair da cama por um período.

Aos 19 anos, quando estava estudando na Universidade de Manchester ela engravidou, devido achar que havia ficado infértil por causa da anorexia o que pode acontecer, só descobriu a gravidez após 26 semanas de gestação.

Os médicos pediram que ela comesse frango como fonte de proteínas durante a gestação e tomasse vitaminas, mas seu sistema digestivo não estava acostumado a comer isso. Como estava acostumada a comer pequenas quantidades ou ainda não comer, no momento que tentava comer devido à gravidez sofria muito enjôo.Ela sobreviveu à gravidez, a menina nasceu sadia, mas pequena. Rebecca não conseguia produzir leite para alimentar a menina.

Exames mostraram que a jovem tem níveis de potássio muito baixo no corpo, podendo causar arritmia cardíaca isto é batimentos cardíacos irregulares e causar sua morte. A ordem dos médicos é que ela ganhe peso rápido.

Ela diz:
– Eu fico com medo de não ver Maisy crescer. Eu amaria sair para comer com a Maisy, mas eu não consigo.

È leitores a vida já é difícil e cheia de indecisões, mas a anorexia pode causar tanta insegurança para uma família que ficamos com medo de não ver o amanhecer do dia seguinte.