Pesquisar

Pesquisa personalizada

sábado, 3 de dezembro de 2016

Depoimento: Para Sempre

visão distorcidaDepoimento deixado na postagem Desabafo de um Anoréxico:  "O chato é quando vc quer ajuda e vc tenta contar as pessoas que vc acha q vai te ajudar e elas não acreditam! daí é difícil sair dessa sozinha o que acontece.. ? vc passa a viver nessa vida com a Ana para sempre. Ane Abbey"

Sim você tem razão! As vezes pedimos ajuda para as pessoas, umas pensam que é brincadeira e não dão atenção, outras não se importam porque tem uma vida pra viver, já possuem seus amigos e não fazemos parte dela. Não têm tempo pra outras pessoas.

Se isso acontecer o melhor que temos a fazer é procurar sozinhos ajuda de um profissional, como um psicólogo ou um  psiquiatra. Se não vamos ficar com ela para sempre ou melhor ela vai ficar com nós e nos levar para outro mundo.  

Seja forte !!

domingo, 20 de novembro de 2016

Principais Benefícios do Método Maudsley

método maudsleyEstudos recentes têm mostrado que as crianças que usam o Método Maudsley se recuperam da anorexia de forma mais rápida e são menos propensos a sofrer recaídas, também é mais rentável e menos traumática para a criança como eles são capazes de se recuperar em casa ao invés de ficar longos períodos em um hospital ou clinicas para distúrbios alimentares.

domingo, 16 de outubro de 2016

Medo intenso de ganhar peso

medoEste medo existe mesmo a pessoa estando com seu peso abaixo do normal, pois a visão distorcida no espelho faz a pessoa se achar sempre gorda.
O desespero aumenta quando o paciente não sabe como realmente é, então os esforços nunca irão parar até que você o ajude.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Depoimento: festa de aniversario

anorexia imagemPorque não posso ser normal, todo mundo come e bebe nas festas de aniversários. Aqueles doces maravilhosos e eu não consigo comer somente podia experimentá-los, pois aumentariam muito meu peso.  Fui ate a mesa me servi um de cada e apenas experimentei um pedacinho de cada um e dava aos meus pais, por que assim... e o pior era as pessoas me olhando..

Caso sério né?

Comer é algo tão simples na vida, mas para pacientes anoréxicos é algo que a mente os proíbe. É uma tortura....

Se você notar este tipo de atitude em seus filhos, converse com eles, não deixe passar como uma situação ‘boba’. Você pode ajudar a salvar a vida dele.

Nunca julgue ou ria de um pessoa que está passando por essa doença. Ainda mais se você não conhece !!

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Método Maudsley - Fases

famíliaConheça as três fases do tratamento com o método Maudsley para anorexia

A primeira fase se concentra em incentivar a normalização de comer e tem como objetivo obter o controle dos padrões de transtornos alimentares. Nesta fase a principal ferramenta é realizar refeições em família auxiliando a restauração do peso com o apoio dos pais.

 Na fase dois o terapeuta ajuda os pais a demonstrar para criança a sua responsabilidade em se alimentar.

A fase três se concentra em ajudar a criança a manter uma identidade saudável.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Depoimento: O salgadinho do lixo

barqueteCerta vez em um passeio por um parque avistei uma festa de aniversario em uma das salas, olhei aqueles doces e salgados e sabia que não podia nem chegar perto principalmente com as pessoas me olhando. 

Quando todo mundo saiu de lá, fingi olhar um lago, pois lá perto havia uma lixeira onde avistei meio salgadinho no lixo, ele parecia uma joia rara sem ninguém me ver eu o peguei e comi, pois sabia que jamais compraria um daqueles pra mim. Foi muito arrependimento depois de ter feito aquilo, mas é incontrolável.

Mais um depoimento que comprova que a anorexia faz da sua vida um pesadelo, não lhe deixa usufruir de coisas simples da vida.

domingo, 18 de setembro de 2016

Método Maudsley

Método Maudsley
A abordagem ou método de Maudsley foi desenvolvido na década de 1980, o Hospital Maudsley, em Londres. 

Com eficácia comprovada é utilizado principalmente com a finalidade de restauração do peso e é destinado a crianças e adolescentes que têm vindo a sofrer de anorexia por um período de menos de três anos.

Nesta abordagem os pais levam a recuperação da criança com o apoio de um terapeuta familiar, diferente de outras terapias que muitas vezes a criança fica em tratamento longe de casa e do ambiente familiar em uma enfermaria de hospital.

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Depoimento: Roubou minha vida

Você chegou como se estivesse brincando  mas permaneceu muito tempo, levando embora minha família, meus amigos, minha adolescência, meus sentimentos e não me permitiu ter sensações de uma menina  moça normal, tirou minha motivação, minha alegria, me fez ficar em um mundo vazio sem saber onde estou e quem sou.  Depois de muito tempo foi embora mas insiste em voltar as vezes... porque não leva junto as sequelas que me deixou, me deixa viver em liberdade.... 

Se você se sente assim, não permaneça, peça ajuda... 

Pais prestem atenção nas palavras dos seus filhos.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Tipos de Terapias Para Transtorno Alimentar


    balança
  • Terapia Analítica Cognitiva (CAT)
  • Terapia de Comportamento Dialético (DBT) 
  • Terapia Comportamental Cognitiva (TCC)
  • Terapia Interpessoal (TIP)



sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Depoimento: O chocolate

chocolateApós muito tempo sem comer doces, tendo alguns chocolates já vencidos chegou a hora... estava sozinha em casa .

Peguei aquele chocolate escondido e me tranquei em um quarto para que ninguém me visse caso chegasse em casa, sentei em cima de uma mesa e degustei aquele chocolate como se fosse um momento único na minha vida... me senti tão feliz...

Pessoas com anorexia tem alguns tipos de sofrimento que podem parecer piadas para outros. Mas não, a doença lhe obriga a fazer muitas coisas, ela te torna inconsciente... você perde o controle da sua vida.

Não fique assim, se conseguir peça ajuda!

Pais fiquem atentos ao comportamento dos seus filhos em relação a acumular alimentos ou esconder alimentos. 

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Perder peso

perder pesoO paciente se recusa em manter o peso corporal em um nível igual ou acima do mínimo normal adequado à idade e à altura, sendo o seu objetivo de vida, perder peso.

A perda de peso é obtida através da redução do consumo alimentar total. Embora os indivíduos possam começar excluindo de sua dieta aquilo que percebem como sendo alimentos altamente calóricos, a maioria termina com uma dieta muito restrita, por vezes limitada a apenas alguns alimentos. Ainda existe a purgação  que é auto-indução de vômito ou uso indevido de laxantes ou diuréticos e exercícios intensos ou excessivos.

Como exemplo temos uma menina que comia uma xícara de café e um pão no café da manhã, a maior refeição do dia. Ao meio dia comia uma colher de arroz e cinco pedaços de carne em molho e a noite uma beterraba, na hora de dormir torcia que amanhecesse rapidamente para poder se alimentar, mas mesmo com fome não colocava uma bala na boca e nem mesmo uma gota de água, para não se sentir culpada e não ganhar peso.

 Isso é vida?

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Herman Hesse Siddhartha


Este desejo, este desejo infantil, tinha crescido assim forte dentro dele: encontrar a paz destruindo seu corpo

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Alterações Comportamentais

alterações comportamentais
  • Alguns comportamentos se tornam ritualistas, por exemplo, sempre ocupando o mesmo lugar na mesa, os pratos, os copos e talheres devem estar arrumados de uma maneira simétrica.
  • Aumento da atividade física. Os exercícios exagerados são realizados com a finalidade  de perder peso, desejam ir caminhando para todos os lugares. Evitam os elevadores e usam as escadas, passam horas na academia, correm etc.
  • Aumento de interesse pela imagem e seu peso. Se queixam com freqüência sobre o seu peso: “estou gorda”. E aparência física.
  • Aumento no controle do peso, se pesam constantemente, inclusive varias vezes ao dia.
  • Com o tempo passam a eliminar da sua dieta um numero cada vez maior de alimentos, até chegar a se alimentar única e exclusivamente de verduras ou frutas em cada vez em menores quantidades. Podem consumir somente alimentos light. E inclusive a viver somente de líquidos.
  • Comparam-se constantemente com modelos ou outras figuras de admiração
  • Desculpas para não comer em casa  
  • Desejo claro de perder peso independente da idade, altura e peso.
  • Evitam alimentos como doces, pães, batatas, arroz, frituras, etc.
  • Fracionam a comida, deixando restos no prato.Também "brincam" com a comida antes de comer
  • Freqüentemente se vestem com roupas largas e sobrepostas, cuja função a principio é dissimular os supostos defeitos físicos (quadris largos, abdômen, etc.).Posteriormente sua função passa a ser a dissimulação da magreza extrema. Tem dificuldade em se vestir e escolher roupas, sempre buscando esconder o seu corpo cada vez mais magro, sob camadas de roupas, ex: calças de moletom, embaixo das calças jeans .
  • Insônia  
  • Isolamento social e familiar
  • Mentem sobre ter ou não comido, podem “esconder” a comida e depois jogá-la fora.
  • Momentos de muita tristeza, sentimentos de culpa e baixa auto-estima
  • Mudanças bruscas de humor (irritabilidade, agressividade, impulsividade).
  • Obsessão pela comida e ligação com  a cozinha, constantemente falam sobre dietas e sobre a quantidade de calorias dos alimentos. Muitas vezes gostam de cozinhar para a família, colecionam receitas e gostam de controlar a comida que existe em casa, fazendo listas de compras, ou, comprando os alimentos. Podem preparar pratos saborosos e elaborados para a família. Porem, elas mesmas nunca os comerão.
  • Preferem alimentar-se sozinhas
  • Preocupação exagerada com o conteúdo calórico dos alimentos e por dietas. 
  • Podem começar a apresentar problemas de relacionamento com outros membros da família, principalmente com a figura materna , pois é ligada à alimentação.
  • Podem apresentar uma obsessão com os estudos, dedicando-se várias e várias horas
  • Podem “vigiar” a preparação dos alimentos
  • Podem vomitar após se alimentarem.
  •  Sofrem de sentimentos de culpa após terem comido
  • Se recusam a comer em quantidades normais apesar dos riscos, recomendações, ordens e/ou ameaças familiares e inclusive médicas.
  • Uso de laxantes, diuréticos, qualquer erva ou “medicamento” que favoreça ou “prometa” o emagrecimento.


sábado, 2 de julho de 2016

Depoimento Bullying

Bullying e AnorexiaO seguinte depoimento foi deixado na postagem Mary-Kate Olsen sofreu de anorexia
"anorexia e causada por bullyng por isso pessoas que doam devem pensar no problema que vai causar. Bruna"

Dentro os vários fatores que podem levar o desenvolvimento da anorexia, o Bullying pode ser um deles sim. Pode ocorrer principalmente no período escolar, por isso os pais devem ficar de olho nos seus filhos quando deixam de levar uma vida normal, com irritabilidade, baixo desempenho escolar, dificuldades de relacionamento com os colegas. 

A sociedade e o bullyng  influenciam fortemente na formação da autoimagem,  o que os pais precisam explicar aos seus  filhos principalmente para as meninas, é que, na adolescência, todos passam pelas transformações fisiológicas e, estas mudanças podem trazer aumento do peso, o que não quer dizer que esteja acima do peso pretendido, porém, é assim que muitos sofrem sendo pressionados por familiares e amigos. 


terça-feira, 21 de junho de 2016

Alterações Físicas

anorexia alterações físicasAlterações físicas mais comuns que são consequências da anorexia:

  • Amenorreia = falta de menstruação
  • Consumo elevado de alimentos ricos em vitamina A e caroteno, como cenoura deixa pele amarelada
  • Frio excessivo
  • Lanugo (o corpo fica coberto com uma penugem fina)
  • Queda de cabelo  
  • Restrições alimentares
  • Perda importante de peso, não justificada
  • Sono excessivo


quarta-feira, 8 de junho de 2016

Comportamento Compulsivo - Você sabe o que é?

Transtorno Obsessivo CompulsivoComportamentos Compulsivos ou também chamados de Comportamentos Aditivos são hábitos aprendidos e repetitivos em excesso, eles ocorrem quase que automaticamente. São seguidos por uma descarga de alívio de ansiedade e angústia. 

Esses Comportamentos Compulsivos não permitem o bem estar mental pleno, ao conforto físico e à adaptação social. Exemplos:

Se a pessoa contra sua vontade é acometida pela ideia de que está se contaminando através de alguma sujeira nas mãos, terá pronto alívio em lavar as mãos. Entretanto, se tiver que lavar as mãos 40 vezes por dia, ao invés de adaptar essa atitude, acaba por esgotar.

Se a pessoa tem um pensamento incômodo de que aquilo que acabou de comer poderá engordá-la, terá alívio dessa sensação provocando o vômito, ou tomando laxantes... 

Isso se chama TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo, mas porque estamos falando disso num blog de anorexia?

Estamos falando, pois dentro dos comportamentos compulsivos teríamos, além do Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC), o Transtorno do Esquema Corporal ou ainda chamado de Transtorno Dismórfico Corporal, que é a Anorexia, a falsa imagem do corpo, onde as pacientes acham que estão gordas.

Não há uma causa bem estabelecida para a ocorrência destes comportamentos, são  hábitos aprendidos no seio familiar,seja por razões psicológicas ou biológicas, podem ser entendidos como atitudes de enfrentamento da ansiedade e angústia, trazendo conseqüências físicas, psicológicas e sociais graves.

Primeiramente o paciente acaba tornando-se dependente dessas atitudes, as quais ocupam um espaço importante no seu cotidiano. Em alguns casos ocorrem danos físicos, no caso da anorexia pode ocorrer à desnutrição e isto levar a outros problemas de saúde e até a morte.

Geralmente  essas pessoas sentem desconforto emocional se não fizerem esses comportamentos ritualísticos, apresentam grande angústia ou ansiedade na ausência ou na impossibilidade em realizar a atividade compulsiva, isso acaba causando irritabilidade nos pacientes.

A ocorrência de tais comportamentos pode resultar em prejuízo no trabalho, na conclusão de tarefas, na liberdade de sair de casa, na vergonha do contato com outras pessoas. 

Quando surgem estas conseqüências, prejuízos significativos à vida da pessoa, de sua família e amigos, devemos procurar ajuda urgente de um profissional.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

A doença

prato de comidaO termo anorexia deriva do grego:

 an = deficiência ou ausência de
 orexis = apetite

Anorexia é uma doença caracterizada por uma perda voluntária de peso, motivada por um desejo patológico de emagrecer aliada a um medo intenso de engordar.  

A perda de peso é conseguida por diferentes comportamentos:

  • Exercício físicos intensos
  • Jejum prolongado
  • Redução da alimentação, principalmente os que contem um maior numero de calorias.
  • Utilização de medicamentos anorexígenos (redutores do apetite) e também laxantes e diuréticos.
  • Vômitos provocados

  Desta forma, se produz uma desnutrição progressiva, aliada a transtornos físicos e mentais que podem ser muito graves, inclusive levando a morte.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Depoimento - Recaídas

consulta
Foi deixado o seguinte comentário na postagem Tratamento: Anorexia e Bulimia


"tenho 16 anos e tenho anorexia e bolemia a 2 anos. fiquei triste ao ver que mais nenhuma roupa ficava bem em mim. cheguei a comprar roupa infantil. mas mesmo assim me via gorda e sofri muito, estou me recuperando aos poucos, mas as vezes recaio!"

Sim entendo perfeitamente. Durante a fase de recuperação, é normal, sempre ocorrem as recaídas, não tem como evitar, elas surgem pelo espelho, pelo comentário de outra pessoa, pelos olhares, pela culpa de ter comido etc... Mas o importante é que você tem a noção de que está doente e que está lutando contra uma doença terrível. Você vai vencer!!

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Estudo e os Pensamentos

ansiedade
Sabe-se que os pensamentos relacionados ao medo são uma das maiores causas de doenças ligadas à ansiedade, como depressão, síndrome do pânico e também a anorexia. Cientistas descobriram uma forma de impedir que estes pensamentos se formassem no cérebro de ratos, por meio do bloqueio das transmissões de sinapses elétricas  no cérebro desses animais, isto é a ligação entre as células do cérebro, concluindo que as sinapses elétricas formam os pensamentos de medo e provavelmente outros tipos também.


A descoberta abre uma porta para a busca de medicamentos que sejam capazes de manipular essas sinapses.

Aguardemos então!

quinta-feira, 31 de março de 2016

Histórico do Diagnóstico

balança
A primeira descrição clinica do transtorno foi escrita em 1694 por Morton que chamou de "extenuação nervosa". Mas foi em 1874 que William utilizou pela primeira vez a expressão "anorexia nervosa":  forma peculiar de doença que afeta principalmente mulheres jovens e caracteriza-se por emagrecimento extremo cuja falta de apetite é decorrente de um estado mental mórbido e não a qualquer disfunção gástrica. 

William Gull descartou a possibilidade de que uma enfermidade orgânica justificasse a anorexia. Na mesma época se produziu a descrição da doença por Laségue como  inanição histérica e considerando-a, da mesma forma que Gull, uma doença psicogêna.

Em 1893, Freud descreveu um caso de anorexia tratado com hipnose, um ano mais tarde descreveu a doença como uma psiconeurose de defesa, ou neurose da alimentação com melancolia. 

No começo do século  XX,  a anorexia  começa a ser tratada sobre um ponto de vista endocrinológico. 

Em 1914 o patologista alemão Simonds, descreveu um paciente caquético, onde ao fazer-lhe  autopsia encontrou uma destruição pituitária e durante os 30 anos seguintes, reinou a confusão entre insuficiência pituitária (diminuição de um dos oito hormônios produzidos pela glândula hipófise localizada no cérebro) e anorexia nervosa.

 A partir dos anos 30, a anorexia passa a ser estudada sobre o ponto de vista psicológico, deixando no esquecimento as antigas discussões sobre a origem endócrina ou psicológica do transtorno.  Russel em 1970 e 1977 tenta mostrar a relação entre as teorias biológicas da origem da doença com as psicológicas e sociológicas, e chegou as seguintes conclusões:

  • O transtorno psíquico provoca a diminuição da ingestão de alimentos e a perda de peso
  • A perda de peso é a causa do transtorno endócrino
  • A desnutrição piora o transtorno psíquico
  • O transtorno psíquico também pode agravar de maneira direta a função hipotalâmica e produzir amenorreia
  • É provável que exista uma relação entre um transtorno do controle do hipotálamo na ingestão e na recusa da alimentação, característico da anorexia
  • O transtorno hipotalâmico poderia alterar as funções psíquicas, gerando atitudes anômalas frente ao alimento, imagem corporal e sexualidade.



quarta-feira, 9 de março de 2016

Depoimentos com Perguntas

imagem distorcidaNa postagem Desabafo de um Anoréxico foi deixado o seguinte depoimento:

"mae deus 
as pessoas dizem qu eé so por um mes e passam a depender disso ou so depois de um certo tempo ?
e quero saber se as pessoas tentam emagracer 1 ou 2 kl e podem se ter a imagem distorcida?"

Vamos responder as suas perguntas.

As  pessoas iniciam as dietas de emagrecimento e acabam perdendo a noção, as vezes influenciadas pela sua forma de vida, sociabilidade, mídia, depressão e outros fatores emocionais
, ficam obcecadas lutando para emagrecer. O que acontece na anorexia é que mesmo já tendo emagrecido as pacientes podem sim ter a imagem distorcida, elas se olham no espelho e se enxergam 'gordas', não tendo mais o controle de si mesma agravando ainda mais a sua saúde.


segunda-feira, 7 de março de 2016

Já existia na Idade Média

Santa Caterina de Siena
Durante a Idade Média já existiam casos de anorexia, as práticas de jejum eram compreendidas como estados de possessão demoníaca ou milagres divinos. 

No ano de 1985 existia a “anorexia sagrada” onde 260 santas italianas apresentaram comportamento anoréxico em resposta à estrutura patriarcal a qual estavam submetidas.

A Santa Wilgefortis, filha do Rei de  Portugal jejuou e rezou à Deus pedindo que ele tirasse a sua beleza, para afastar atenção dos homens. Ela foi adotada em alguns países da Europa como Santa patrona das mulheres que não queriam ter atenção masculina. 

A santa Lidwina de Shiedam, que viveu na Holanda no século XIV também se destacou pela anorexia, mas a mais famosa anoréxica da história é Santa Caterina de Siena (1347), que aos sete anos começou a recusar os alimentos, e na adolescência só se alimentava de pão e ervas. Ela ingressou na ordem das Dominicanas e foi conselheira do Papa Gregório IX em Avignon. Ao perceber que suas tentativas de unificação do papado não deram resultado, se sentiu fracassada, deixou de alimentar-se e morreu. 

O primeiro anoréxico da história ocorreu no século IX em Avicena, o Príncipe Hamadham estava morrendo por não se alimentar, vitima de um quadro depressivo.    

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Presa ao Pensamento

além do que se vêGostaríamos de agradecer o comentário deixado na postagem Depoimento da Leitora Valentina:

Realmente Vivemos em sofrimento, pois o disturbio cognitivo da auto imagem nos persegue e a doença fala por nós! Me sinto presa a esses pensamentos... 

Quando você pensa que está bem eles voltam... e você não sabe como você realmente é, também não acredita mais no que as pessoas lhe dizem, pois desconfia que elas podem estar mentindo apenas para que você se sinta bem.

-> Tente se concentrar o máximo possível e vença o seu pensamento, é difícil ?
Sim muito, mas temos que tentar.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Evitando o distúrbio

cozinhar
Raramente o paciente com anorexia reconhece o seu distúrbio alimentar e não procura ajuda, portanto dependerá sim dos familiares e amigos para chegar até um profissional. Já foi comprovado que o paciente que tem o apoio familiar durante o tratamento tem mais chances de se recuperar. Além da família e amigos o tratamento geralmente inclui um psicólogo, um psiquiatra, o médico e nutricionistas. 

Tente evitar o distúrbio alimentar, inclua sempre na sua família bom hábitos alimentares. Escolha alimentos saudáveis, em vez da preocupação com os resultados da balança. Experimente também alimentos diferentes, prepare as refeições em família, convide seus filhos para lhe ajudar. Encare o preparo da alimentação e também o consumo como algo normal e divertido.

Desenvolva a sua autoestima e confiança na sua imagem corporal, pois os jovens necessitam de se sentir seguros de si e do mundo ao seu redor, trabalhe estes valores, vai ser útil na sua vida e na vida deles.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Lutar Sempre

inimigaSe você está com esta terrível doença e está consciente  Lute Sempre !

Não pode se entregar,tem que lutar,mostrar pro seu problema que vc é maior que ele.lute e vc vai conseguir vencer,um dia será vc quem vai estar sentado junto com sua familia,e talvez um dia vc ajude algém q esteja passando o mesmo problema q vc passou.que deu te abençoe.. 

Esta mensagem foi deixada na postagem Desabafo de um Anoréxico,  compartilhamos pois ela pode ajudar os pacientes a melhorar,  pois muitos deles não tem apoio dos próximos.


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Anorexia de Oposição

anorexia de oposiçãoA anorexia infantil não tem as mesmas causas da anorexia que ocorre em adolescentes. Ela pode ser de dois tipos:

Um deles é raro, onde a criança apresenta nítidos apavoramentos diante da comida, e consequente recusa, juntamente com outras perturbações, como insônias severas e isolamento.

O outro tipo pode aparecer nos primeiros meses de vida e durar anos, até mesmo chegar à idade adulta. A criança pode perder o apetite por estar doente com alguma virose ou por causa do crescimento dentário. Os pais não aceitam essa situação, então para tentar solucionar eles tentam de tudo para fazer a criança comer, até mesmo aplicar castigos, mas isto não adiantará, muito pelo contrário a refeição pode se tornar um trauma e ai sim desenvolverá a anorexia, chamada também de anorexia de oposição, que seria uma "guerra" entre os pais e a criança. 

A criança com anorexia de oposição desenvolve algumas características:

-A opinião dada por outra pessoa será interpretada por ela como uma ordem. Por exemplo: “Vamos caminhar?”, “Não, eu faço o que eu quiser...”

-O desenvolvimento motor é muito ágil, está a frente das outras crianças. Isso ocorre devido ela ter fugido dos primeiros cuidados, como alimentação no seio ou mamadeira. 

-Não gostam de ser pegas no colo.

-Não possuem medo diante do estranho: tem mais facilidade em se alimentar diante de estranhos do que com a família, pois a mesma é uma ameaça.

Em torno dos 7 a 8 anos de idade a anorexia infantil pode se tornar uma obesidade, pois a criança começa a entender o que é a morte e assimila o medo dos pais de que ela poderia morrer se não se alimentar direito, então come sem controle.

Jamais os pais devem obrigar a criança a comer, ou ameaçá-las com castigos, elas não irão morrer.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

A doença do mundo moderno

anorexia em meninasO culto co corpo é responsável por 95% dos casos de anorexia em meninas. Ocorrem diversos casos nas áreas litorâneas e principalmente nas seguintes profissões: bailarina, atrizes, atletas, modelos e nutricionistas.

Devemos ter muito cuidado, pois a anorexia vem acompanhada da depressão, ansiedade e se não tratada pode levar a morte.

Além da recusa de alimentos “que podem engordar”, os pais devem ficar atentos ao que os filhos vêm na televisão ou na Internet de forma obsessiva, por exemplo, programas e sites voltados à obesidade, revistas com programas para manter a forma, observar também se a filha vai ao banheiro sempre após as refeições, pois ela pode estar induzindo vômito. A criança sempre tem a imaginação do tipo “desejo ser igual a tal pessoa” e ela pode levar isso tão a sério a ponto de desenvolver a doença.

Procure acompanhar o dia a dia de seus filhos e sempre faça as refeições em família.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Me salvou de mim mesma

amorDepoimento Anonimo deixado na postagem Tratamento: Anorexia e Bulimia

Tenho 24 anos , sou casada e tenho 1 filho de 1 aninho e estou gravida de 6 meses , eu sofri de bulimia durante 7 anos da minha vida , antes de sofrer desta doença terrível eu era uma menina muito animada , esforçada nos estudos , desde pequena já sabia o que queria fazer da vida , estudar ter minha independência financeira ,sempre me alimentei bem , não tinha estas crises, até perceber que estava gordinha pois todas as tias da família quando me viam diziam : Nossa como você esta gorda menina , tem que parar de comer olha sua irmã como é magrinha, quando falavam isso eu sofria de uma tão forma que as pessoas não sabiam como as palavras que saia de suas bocas me feriam , me trancava no quarto e não saia pra nada , comecei a faltar na escola e como eu tinha uma mãe muito distante de mim pois ela só trabalhava e meu pai só bebia o dia todo, ninguém notou que eu tinha depressão profunda , justamente por me achar gorda e de ter sofrido violência domestica desde que me conheço por gente, pois todos os dias quando minha mãe chegava do trabalho meu pai batia nela ou tentava matar , realmente eu estava gordinha mas nada exagerado , eu sempre fui alta e não aparentava tanto , até um dia eu ver minha irmã que sempre foi magra de corpo perfeito bem definido e sempre me mostrava ser forte e muito melhor que eu colocando um cinto na Garganta induzindo o vomito, e ela tinha acabado de almoçar então eu sem entender e por esta doença ser desconhecida comecei a fazer o mesmo, todo o tempo, se eu comesse qualquer coisa eu vomitava se eu bebesse aguá eu vomitava, todo alimento que eu comia eu bebia litros de aguá para o vomito sair mais fácil, quando descobriram que eu estava fazendo isso , eu acabei confessando que havia aprendido com a minha irmã , e minha irmã conseguiu parar muito rápido e eu havia continuado e avançando a doença a cada dia mais , ao invés da minha família me ajudar me envergonhavam , saiam falando pra me todo mundo chamavam as pessoas pra verem uma tia queria até dar na minha cara por isso, minha irmã mesmo já tendo passado por isso ela me julgava e falava de mim para todo mundo o tempo e eu fui criando um comportamento agressivo tentando me proteger , ninguém me entendia não conseguia apoio de ninguém, durante 7 anos eu sofri tanto , perdi vários dentes que com o acido gástrico corroía, meu cabelo caia tanto que se eu passase as mãos caia de tufos, comecei a ter notas baixíssimas, a me dar mal na escola, terminei o ensino médio só por DEUS empurrada pois só faltava na escola , quando terminei a escola fui tentar fazer faculdade , eu iniciei 4 cursos e nunca passei do primeiro bimestre, pois eu não conseguia estudar minha mente não me ajudava , resumindo durante estes 7 anos eu destruí minha carreira profissional, eu acabei com meus dentes , ( as minhas dores de dentes eram tão fortes que eu tomava um coquitéis de remédios) gastei muito dinheiro que eu não tinha em dentista mas que não adiantou de nada pois o acido destruiu tudo até cair, meu cabelo ficou ralinho tive anemia profunda e mesmo assim comia comia comia e vomitava o tempo todo , pois com a sensação do vazio eu queria comer mais e mais , o alimento que eu jogava fora em 1 dia vomitando eu podia me alimentar durante uns 3 a 6 dias,então eu conheci o pai dos meus filhos e engravidei , dai o amor de mãe foi maior eu consegui parar , mas mesmo assim no inicio tive recaídas e ja tinha refluxo ja tinha enjoo normal da gravidez e o refluxo forte devido a doença , fiquei os 6 meses assim vomitando muito, mas depois dos 6 meses fui melhorando e engordei o necessário para que meu filho nascesse bem não vou mentir já tive algumas recaídas mas sempre o amor pelo meu filho foi maior e hoje estou novamente gravida , trabalho graças a Deus estou mais saudável e feliz , pois minha família me salvou de mim mesma.

Os  conflitos que estavam ocorrendo na sua família podem ter sido a causa de você ter entrado neste mundo. Mas da mesma forma que teve um motivo para entrar teve um maior ainda para sair, se salvar de si mesma!

Mais uma prova que por mais difícil que seja,  quando temos um motivo maior é possível sair desta triste vida  que o distúrbio alimentar causa!