Pesquisar

Pesquisa personalizada

terça-feira, 15 de junho de 2010

Horas para Viver

Durante sua graduação Mandy Kaye treve o mundo em seus pés, isto é sua vida em suas mãos, logo no início de seu curso teve vários desafios, não só o acadêmico, mas também teve anorexia e devido a esta iniciou uma grande batalha sendo forçada a parar o seu curso.

O médico diagnosticou poucas horas para viver , pois estava em uma rigorosa dieta do café, tomates, cerejas e maças, estando muito abaixo de seu peso.

Mandy se salvou e recebeu seu grau e diz que jamais quer voltar ao passado, pois está começando novamente sua vida. Também diz que olha suas fotos passadas e jamais quer ser como antes.

Ela diz que não estava preocupada com ela começou perder peso, nunca pensou que era gorda mas a anorexia tomou conta dela.

Ela ficou um mês internada e voltou para casa pois estava bem, mas a anorexia voltou e ela deveria ficar internada por mais um tempo, sem poder estudar ela somente pensava em seu peso, por isso mesmo internada continuava emagrecendo.

Disse: “Eu beberia o café o dia inteiro, a seguir na meia-noite eu comeria um punhado de tomates de cereja e duas maçãs. Eu fui reduzindo os alimentos.”

Encontrei um amor pra mim ‘diz ela’ , ele disse que ela era linda e então ela depositou toda sua confiança nele. O sonho dela é tornar-se terapeuta, é acreditando em seu sonho e no seu amor que recuperou aos poucos seu peso.

Boa Sorte para você e muita força ! Parabéns pela sua vitória.



3 comentários:

sonhos de kelly disse...

Meu nome é kelly preciso conversar com muitas pessoas ... por qe esse dias eu quase entreii nessa ! eu quase virei amiga da ´´ANA E DA MIA ´´ quase fiz a brincadeira de ficar sem comida ! voce pode me add no msn e se comunicar comigo pelo meu blog ?? kelly_ketelen@hotmail.com add aee bjks

sonhos de kelly disse...

ANOREXIA e BULIMIA ! è um estilo de vida ou uma doença ????

Equipe do Blog disse...

Infelizmente são doenças que hoje são as principais causas de mortes entre os jovens e que precisam de acompanhamento familiar, médico e psiquiatrico , para que as pacientes consigam sobreviver !