Pesquisar

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Depoimento: depressão pós parto

Ola pessoal quero dizer a vcs que jamais desistem de seus objetivos, eu sei que naun é fácil lutar com esse tipo de doença, mas confesso que hoje estou muito melhor. Já tive depressão pós parto onde comecei a ter crises de pânico onde sofri 3 anos, depois que passou os medos não conseguia mais comer e fiquei muito magra e fraca onde meu psiquiatra me internou no hospital, fiquei quase uma semana, melhorei um pouco e comecei a engordar e a engordar onde meus sofrimento triplicou, me sentia horrível feia naun saia mais. Comecei a tomar muitos laxantes e diuréticos porque naun consegue mais vomitar, cheguei a tomar desinfetantes e outro líquidos que fariam vomitar mas nada adiantou, outra vez fui ao medico tomei vários remédios ate achar o ideal. Levei um ano p/ emagrecer os quilos que havia engordado (pesava 48Kg passei p/ 58Kg e hoje tenho 52kg e quando fui internada estava com 43Kg) e hoje cuido muito com alimentação, muitas frutas, verduras e bebida alcoólica só as vezes. Mas tudo que vocês possam imaginar eu passei, desde tentar suicídio(entrar quase em com alcoólica) ate desmaiar de tanto medo, se for conter em detalhes fico um mês escrevendo e não acabo. Mas é isso ai pessoal, um dia vocês vão olhar para traz e vão ver que tudo isso não foi em vão, eu aprendi muito, hoje cuido do meu filho super bem (quando engravidei começou meus problemas tinha 17 anos quando meu filho nasceu) fiquei apaixonada por psiquiatria onde posso ajudo pois sem auto ajuda não adianta nada nem remédios nem terapia, nem hipnose nem nada. . . no momento não tenho condições de tentar uma faculdade de medicina, mas mais tarde quando meu neném tiver um pouco maio vou tentar alguma coisa relacionado com psiquiatria.

2 comentários:

Anônimo disse...

Tbm passei por isso...essa é minha história resumida...
Bom, eu quis ser mãe junto ao meu marido que queria ser pai, engravidei 4 meses depois de casar, fiquei mtoo feliz com a gravidez, minha pequena foi mto desejada, só que nao passei minha gravidez mto perto do meu marido, ele tinha ido pra outro estado trabalhar, so vinha me ver 1 vez no mes, nos brigamos mto pelo telefone, isso acho que só foi me chateando, uns 15 dias antes de ganhar minha pequena, descobri que estava com HPV, sofri demais com isso, chorei mto, e meu casamento ficou meio estremessido, depooiss disso nao dormia sozinha, ou dormia no quarto dos meus pais, ou meu irmao dormi comigo, dia 16/12, ganhei minha bebê, o parto foi horrivel, tive uma suposta parada respiratoria, foi traumatizante, depois de uns dias minha pressao ficou um pouco alterada. Depois da virada do ano passei a sentir dores no peito, comecei a chorar sem motivos, tds os dias atarde eu chorava,me sentia angustiada, ansiosa, tinha pensamentos negativos, nao sabia oque estava acontecendo, perdi a fome, nao via graça em nada, nao rejeitei minha pequena, graças a Deus, mas sofri demais, a DPP desencadeou em mim, crises de ansiedade, tive varias crises, tive uma crise e axei que estava infartando, tive forte dores no peito e mta falta de ar, mas minha pressao e batiemtos cardiacos estavam normais.Ate que o medico constatou mesmo que seria uma crise de ansiedade, fui ao cardiologista pra tirar a duvida e ele tbm dissse ser depressao pos parto e crise de ansiedade, procurei um psiquitra e hoje tomo Citalopram 20mg, e rivotril na hora das crises, estou pra começar a tomar outro antidepressivo, pois ainda sinto os sintomas da crise, mas estou esperando minha filha desmamar.
Não estou curada, graças a Deus nao choro mais, não fico ansiosa, não fico ansiosa mesmo, nem quando tenho algo pra fazer o antidepressivo, mascarou minha ansiedade, mas nao me sinto 100%, fico mto insegura ainda, sinto mta falta da pessoa que era antes....
Mas estou vencendo e vou vencer td isso...
Obrigada..Beeijos

Anônimo disse...

minha história é idêntica a d cima,dpois d 15 dias q minha bebe tinha nascido minha pressao subiu,dpois procurei um cardiologista e nao havia nada d errado comigo.minha bebe ja esta com 6 meses e sofro com crises d ansiedade ,d choro,falta d apetite,aperto no peito,pensamentos negativos,medo entre outros.ainda nao procurei ajuda a um psiquiatra,achei q com o tempo resolveria sozinha,mas nao to aguentando mais,to sofrendo muito,ontem msm fui parar no medico com outra crise e ela me disse q era para eu procurar um acompanhamento psiquiatrico e procura minha ginecologista para comecar o desmame assim vou poder tomar certos medicamentos.amanha msm vou comecar a procurar ajuda,eu qro ser feliz e espero q td dê certo,e se Deus quiser vai!