Pesquisar

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Morte : sirva de alerta !

Os familiares da modelo Ana Carolina Reston Macan esperam que a morte da jovem, causada por uma infecção generalizada depois de 22 dias internada em um hospital público, sirva de alerta para os pais. Aos 21 anos, 1,74m de altura, a modelo pesava só 40 quilos e estava com anorexia nervosa, um distúrbio emocional que leva à desnutrição, provocada por longos períodos sem alimentação.

A família não conseguiu controlar o processo da doença de Ana Carolina. "Ela dizia não, ela tinha que comer pouquinho pra ela continuar como estava. E ainda dizia: 'Olha, estou com uma barriguinha aqui'", disse Mirthes Reston, tia da modelo, ao Jornal Nacional.

"Então eu acho que se eu obrigasse ela a comer, ela ia ficar brava comigo. E ela era só minha filha, moço. Era tudo que eu tinha na vida. Então eu estou pedindo gente, pelo amor de deus cuidem de seus filhos, pelo amor de Deus abra o olho pra não perder que nem eu perdi a Ana", alertou, chorando, a mãe da modelo, Miriam Reston.
Ana Carolina era modelo desde os 13 anos. Foi descoberta pelo olheiro de uma agência quando passeava em um shopping no interior de São Paulo. Trabalhou na China, no México e no Japão. Fazia parte do quadro de uma agência, mas não tinha nenhum desfile marcado e lutava contra a balança.

Ana Carolina tentava conseguir trabalhos como modelo porque o dinheiro ganho serviria para dar uma vida mais confortável à família e para terminar a construção de uma nova casa para a mãe.

"É uma menina que nunca me deu trabalho, moço. Nunca. Ela se puniu pra me ajudar eu acho", disse a mãe. O repórter pergunta para a mãe se a modelo havia conseguido realizar esse sonho. "Não conseguiu, não conseguiu".

Fonte : Redação Terra

Nenhum comentário: