Pesquisar

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

História de ex-anoréxica


Quem vê Lauren Bailey hoje, saudável, não imagina o que ela já passou. A anorexia fez com que ela pesasse apenas 30 kg, quase matando-a. Aos 26 anos, Lauren caminhava pelas ruas em um ritmo obsessivo, das 6:00 às 18:00. Como conseqüência, ela passou 18 meses no hospital, buscando todas as alternativas para superar anorexia. Seu processo de cura levou mais de uma década, e agora, livre da anorexia, ela conta sua experiência para os jovens, falando sobre o seu calvário e tentando provar que eles podem dar a volta por cima. Lauren afirmou: "sempre sofri de ansiedade, depressão e transtorno obsessivo compulsivo desde que era criança." "O que desencadeou minha anorexia foi uma combinação de fatores. Eu estava passando pela puberdade aos nove anos, muito cedo, o que me deixou muito mal - porque eu sempre era maior que as outras meninas da minha idade. Me sentia intimidada, porque eu era diferente" "A anorexia se desenvolveu depois que alguém me disse que eu deveria fazer uma dieta. Aos 14 anos eu era muito jovem para pensar nessas coisas. Foi então que comecei a minha obsessão com os exercícios." Lauren começou a caminhar 12 horas por dia, e quando estava em casa, não ficava quieta em seu quarto. Mesmo quando não estava caminhando, ela permanecia a maior parte do tempo de pé.

Lauren afirma que a puberdade precoce desencadeou anorexia

"Eu já estava caminhando pelas ruas às 6:00 da manhã e só parava às 18:00, eu subia e descia qualquer escadas que encontrasse. Hoje não sei como conseguia fazer isso. Acho que era a adrenalina da anorexia". Lauren só entendeu que estava com anorexia após ler um artigo em uma revista. "Eu pensei, oh meu Deus, eu faço todas essas coisas", disse ela. "Sempre pensei que eu estava fazendo a coisa certa. Todo mundo está obcecado por dietas e pensei que estava no caminho certo. Uma das piores fases de Lauren ocorreu em 2004 quando ela tinha 23 anos e pesava 30 kg. Os médicos chegaram a dizer a sua mãe, Alison Williams, que sua saúde mental estava afetada, e que temiam pela vida da sua filha. Em Março de 2006 ela foi novamente hospitalizada. E mesmo, praticamente vivendo num quarto de hospital, Lauren não sossegava e continuava caminhando pelo quarto.

Após meses no hospital, ela finalmente começou a perceber que estava cavando sua própria sepultura. "Eu pensei, eu estou vivendo dentro de um hospital, quando deveria estar lá fora." Lauren finalmente deixou o hospital em agosto de 2007 e, desde então, tem retomado sua vida normal. Embora ela não goste de falar sobre o seu peso atual, basta apenas olhar para ver como ela está saudável. Bem diferente da figura esquelética no auge da sua doença.

"Ainda tenho problemas, mas agora estou gozando a vida. Quero mostrar às pessoas que eles podem vencer a anorexia e reconstruir suas vidas." ...A luta continua!

Nenhum comentário: